*mais sobre nós

*Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

*Visitas ao Tomás

*mais coisas interessantes

*novidades mais recentes

* Em contagem decrescente

* Fase da privatização

* Mais uma viagem, mais uma...

* ...

* A nossa Família!

* Ah grande teste da agulha...

* Salvador da Silva Lages

* Será um menino ou uma men...

* Uma menina...MM

* Êxtase!

* Pronta para tudo, novamen...

* Tenho 25 meses!!! Estou c...

* Um dia especial, dois ano...

* Dois anos de vida, a comp...

* Once in a while...

* Os papás estão felizes!

* Dia do pai 2010

* O tempo vai passando

* Os signos da família

* Semanário

*o que já todos sabem sobre o Tomás

* Maio 2011

* Abril 2011

* Março 2011

* Fevereiro 2011

* Janeiro 2011

* Dezembro 2010

* Outubro 2010

* Julho 2010

* Junho 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Março 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

*tags

* todas as tags

*Já tenho 2 anos!!! Estou crescido!

Lilypie Third Birthday tickers

*Estou a caminho...

Lilypie Pregnancy tickers
Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2008

Questões de Mãe

As questões começam com as roupinhas das mamãs ...questão nada fácil! Semana após semana o corpo muda e requer uma roupa mais confortável. O pior é encontrar roupas bonitas, modernas e de qualidade a preços acessíveis. Ninguém merece!

Somos confrontadas com uma realidade que sempre sonhamos mas que não sabemos os sentimentos que nos provocará e o quanto iremos mudar com ela. Agora posso dizer que me sinto feliz, mas também já me senti confusa, incrédula, medrosa... São muitos os sentimentos que assolam uma futura mamã. E nem sempre os melhores.

Temos agora outras necessidades... queremos outro tipo de conversas, ouvir boas experiencias, sentirmo-nos confiantes e acima de tudo preparadas para receber um bebé, um filho, um ser...

A melhor terapia que encontrei, depois de passar várias fases, foi a de falar sem medo sobre tudo que sentia. Deixar de me sentir diferente por estar a estranhar todas as mudanças, de ter novas preocupações, de ter de abdicar de muitas coisas, fez-me chegar a um patamar que ansiava. O patamar da felicidade plena.

Amar um ser que não vemos?! Quem ama de imediato? Eu não! Habituei-me a amá-lo... E o amor vai crescendo agora exponencialmente enquanto o sinto como um filho com quem crio uma nova relação. Ele habitua-se a mim, eu a Ele e ás mudanças que ele me traz. Trato-o agora por filho, ao fim de cinco meses... e ainda vou a tempo! Se estiver sossegado até me esqueço que está aqui. Não me sinto uma mãe desnaturada, mas antes à descoberta daquilo que tantos tentam explicar-nos o que é...

 

publicado por Os papás às 14:45

link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Os papás a 13 de Fevereiro de 2008 às 00:19
É verdade! Vão ser muitas as novidades e serão também uteis algumas dicas para outras futuras mamãs...até para as mamãs que vão ter mais filhotes :)
De Mexi a 12 de Fevereiro de 2008 às 15:58
Que bom! Um blog só para o vosso filhinho! (Não digo o nome que vocês ainda não disseram :P)

*** Mexi

Comentar post

*Grandes momentos

*encontrar no blog